Dias de grandes manifestações artísticas.

Difícil segurar dias de grandes manifestações artísticas, eles não fazem mal a ninguém, simplesmente surgem em ideias explosivas e focadas. Como que se tivessem demasiado concentradas e, tivessem que sair em forma de escrita, pintura, ilustração, fotografia, canto, música e expressão corporal…

Bem, no fundo, de todas as formas e mais algumas que o meu ser conhece para se expressar, é um sentimento que necessito, estar só no meu canto e me expressar “emotivamente” destas formas. São os dias mais produtivos, que considero que reflecti e expressei o produto das minhas reflexões feitas ao longo de muito tempo.

Não é insanidade, é equilíbrio, preciso de dias assim para ter dias mais calmos. Apesar de todos os dias começarem da mesma forma, mente e corpo equilibrados, o meu ser funciona à base da criação, da expressão da libertação do que cá está dentro, através de todos os meios disponíveis e, se possível (quando tenho tempo), tento aprender os que não conheço – para novas aberturas de mente.

É engraçado visualizar o que exprimo nesses momentos, porque por vezes pensamos que criamos conscientemente e não estamos. Outras vezes passa-se o contrário, é algo muito bem estudado, com muito simbolismo e dedicação. Sou movida por inúmeras inspirações mas no meio dessas inspirações artísticas é difícil encontrar o próprio artista. Acho que o escrever ajuda a encontrar (no meu caso).

Partilho, assim como adoro aprender, acho que através destas expressões aprendemos muito, encontramos outros (por vezes também na nossa condição). Por vezes encontramo-nos outra vezes pertemo-nos, acho que é a minha constante luta! Mas creio precisar destes fluxos para criar.

Na minha opinião, qualquer tipo de expressão artística faz bem ao ser humano, devemos procurar a que mais se adequada a nós. Somos seres criativos, faz-nos bem expressar, seja que forma seja e, não falo no caso de possuir inúmeras formas de expressão mas uma, pelo menos uma. Creio que muita da nossa emotividade que carregamos dentro de nós pode ser expressada através de qualquer tipo de arte. A comunicação é fundamental, mas, ás vezes neste mundo tão “atarefado”, procuramos outras formas.
E depois, estas artes, devem ser questionadas por nós, seja escrita, seja pintura, seja na melodia da voz, seja na captação fotográfica, etc… o que retiramos de lá. O que quisemos dizer com o que escrevemos, com o que expressamos? Que mensagem estávamos a passar?
Ás vezes nem nós próprios conseguimos decifrar numa primeira fase, os processos artísticos são muitos complexos, e questionáveis também.

Advertisements

9 thoughts on “Dias de grandes manifestações artísticas.

    1. Sim, um exemplo meu concreto, aos 20 anos fiz um quadro (na altura sem qualquer tipo de “coerência”), apenas fiz por fazer… Mais tarde, olhando bem para o quadro e na idade que foi, no processo que estava, não foi um mero “apenas fazer”. No fundo, foi um acto de libertação, as cores, as formas, tudo… na altura, não foi consciente mas foi produzido, foi libertador.
      Bom fim de semana Miau 😉

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.